Perguntas frequentes

    Apoio ao cliente Soluções sustentáveis Mobilidade Elétrica

    Vale a pena mudar para um carro elétrico?

    Que tipos de veículos elétricos existem?

    Os veículos elétricos dividem-se em 3 tipos:

    Veículo 100% elétrico

    • É um veículo que tem como meio exclusivo de propulsão um ou mais motores elétricos alimentados por baterias, as quais são carregadas através de uma ligação à rede elétrica.
    • Não produzem emissões de CO2 enquanto se conduz, sendo a alternativa mais limpa. Em termos de consumo, e porque o abastecimento a eletricidade é tendencialmente mais barato do que a gasolina ou gasóleo convencionais, garantem também uma maior poupança.
    • Os veículos 100% elétricos podem também ser designados como BEV – battery electric vehicle.

    Veículo elétrico com extensor de autonomia

    • É idêntico ao Veículo 100% Elétrico, mas incorpora um motor extra com outro combustível (ex: gasolina ou GPL) que serve de gerador para carregar as baterias do veículo em andamento. Estes veículos usam apenas o motor elétrico como meio de propulsão para se deslocarem. As baterias podem ser carregadas através de uma ligação à rede elétrica.

    Veículo híbridos plug-in

    • É um veículo que além de usar a motorização elétrica para se deslocar, usa igualmente um segundo motor alimentado por combustível, que pode funcionar de forma complementar ou independente. Não obstante, as baterias podem ser carregadas através de uma ligação à rede elétrica.
    • Os híbridos plug in podem também ser designados como PHEV – plug in hybrid electric vehicle.

    Que benefícios existem para a aquisição de um carro elétrico?

    Se está a pensar adquirir um carro novo, fique a conhecer os benefícios e possíveis isenções que poderão abrangê-lo a si ou à sua empresa.

    Incentivos na aquisição de um carro elétrico:

    • Veículo 100% elétrico
      • Incentivos financeiros (Fundo Ambiental)
      • Isenção do Imposto Sobre Veículos (ISV)
      • Isenção de Imposto Único de Circulação (IUC)
      • Estacionamento público gratuito em alguns Municípios

     

    • Veículos híbridos plug-in
      • Redução do Imposto Sobre Veículos (ISV)

     

    Incentivos exclusivos para empresas:

    • Veículo 100% elétrico
      • Isenção de Tributação Autónoma (TA)
      • IVA dedutível
      • Depreciação sobre veículo para efeitos fiscais
      • Dedução em sede de IRC da totalidade do IVA da eletricidade usada para o carregamento do veículo.

     

    • Veículo híbrido plug-in
      • Redução da Taxa de Tributação Autónoma (TA)
      • IVA dedutível
      • Depreciação sobre veículo para efeitos fiscais
      • Dedução em sede de IRC da totalidade do IVA da eletricidade usada para o carregamento do veículo.

    Quanto posso poupar se conduzir um carro elétrico?

    Existem vários fatores a ter em conta no cálculo da poupança de utilização de um veículo elétrico.

    Em termos de investimento inicial, um automóvel convencional a combustão geralmente ainda é uma opção mais económica. Contudo, existem vários fatores e benefícios que devem ser considerados na análise de compra de um carro elétrico, que podem compensar face ao investimento inicial:

    • Tendência da diminuição do preço das baterias refletido no custo de aquisição que é cada vez mais atrativo
    • Incentivos financeiros (Fundo Ambiental)
    • Benefícios fiscais para empresas (IVA, IRC, Tributação autónoma)
    • Isenção de imposto único de circulação
    • Estacionamento público gratuito em alguns Municípios
    • Tendência de valorização do veículo elétrico no mercado de usados (valor residual)
    • Custos de reparação e manutenção significativamente mais baixos, já que o veículo não precisa de manutenção frequente pela redução de componentes de desgaste rápido (associadas ao motor e caixa de velocidades)
    • Custos de energia inferiores ao combustível - um elétrico pode consumir desde €1,49 por 100 quilómetros com o Plano Mobilidade Elétrica Verde, enquanto as opções a diesel e a gasolina consomem no mínimo, respetivamente, €7,60 e €10 pelos mesmos 100 quilómetros.

    Conhecidos os principais benefícios para a aquisição de um veículo elétrico, o perfil de utilização também é um fator importante para fazer essa comparação. A app EDP EV.X permite-lhe realizar essa comparação através das suas viagens realizadas por um automóvel convencional, simulando o desempenho como se tivesse um veículo elétrico – apresenta não só quanto pouparia em combustível, como indica qual consumo da bateria em cada viagem, quais serão as necessidades de carregamento, a redução de emissões de CO2, entre outras informações.

    A autonomia da bateria dos veículos elétricos garante as minhas deslocações?

    Esta é uma das questões que mais preocupa quem está indeciso entre um veículo convencional a gasolina/diesel e um veículo elétrico. No entanto, os modelos 100% elétricos mais recentes já apresentam níveis de autonomia atrativos, existindo no mercado veículos com mais de 300 quilómetros de autonomia, contando com uma condução que permita tirar o máximo partido do sistema de regeneração nas travagens. A utilização de funcionalidades como o ar condicionado reduz a autonomia prevista.

    No caso dos híbridos plug-in, a autonomia é bastante mais reduzida, porque as baterias são mais pequenas. Os modelos plug-in podem rondar os 50 quilómetros de autonomia, em modo exclusivamente elétrico. A vantagem é que também demoram menos tempo a carregar.

    Se quiser validar se as suas deslocações diárias são compatíveis com a autonomia de um veículo elétrico, pode faze-lo através da app EDP EV.X onde pode simular para diferentes veículos elétricos quais seriam as necessidades de carregamento e consumo da bateria em cada viagem realizada, e tome a melhor opção.

    Quanto tempo demora a carregar um veículo elétrico?

    O tempo de carregamento depende de alguns fatores, em especial da potência disponível do carregador e potência máxima suportada pelo carregador interno do carro. Considerando um consumo médio de 15kWh/100km para um veículo elétrico, pode verificar as seguintes diferenças de velocidade de carregamento para carregar o equivalente a 100 quilómetros de autonomia:

    • Tomada convencional com utilização de um EVSE (até 2,3 kW) – 6 horas 30 minutos
    • Tomada reforçada com utilização de um EVSE / Carregador monofásico AC (até 3,7 kW) – 4 horas
    • Carregador monofásico AC (até 7,4 kW) – 2horas.
    • Carregador trifásico AC (até 22 kW) – 40 minutos
    • Posto de carregamento Rápido DC (até 50 kW) – 20 minutos
    • Posto de carregamento Ultrarrápido DC (até 150 kW) – 6 minutos

    Seja no carregamento em AC (corrente alternada) ou DC (corrente contínua), a potência de carregamento a disponibilizar pelo carregador estará limitada à potência máxima aceite pelo carregador interno (OBC) do veículo. Se a potência máxima suportada por um veículo em DC fosse de 100 kW, significa que mesmo que ligue a um posto de carregamento Ultrarrápido com 150 kW, o veículo só iria carregar no máximo até 100 kW.

    A velocidade máxima não se mantém durante todo o carregamento porque também varia em função de fatores como a percentagem da bateria carregada (baixando tipicamente entre 80% e 100%) e a temperatura da bateria.

    Mais pesquisadas

    Veículo elétrico: como sei quanto vou pagar pelos meus carregamentos?

    Caso seja cliente EDP Comercial em casa, os consumos efetuados com o seu cartão Mobilidade Elétrica EDP são associados ao seu contrato de energia e faturados em conjunto com os restantes consumos de energia contratados com a EDP Comercial.

    Mobilidade Elétrica: dúvidas e conceitos

    Esclareça as dúvidas sobre os termos mais utilizados na mobilidade elétrica, o que significa kWh, a diferença entre carregamento AC e DC, o que é um CEME, um OPC ou um DPC. Qual a diferença entre alimentação monofásica e trifásica?

    Posso carregar um veículo elétrico em casa?

    Para carregar o veículo elétrico em casa com maior rapidez, comodidade e segurança pode investir num posto de carregamento doméstico, garantindo um carregamento de 100km de autonomia entre 40 minutos a 4 horas.

    Fale connosco

    Fale connosco caso não encontre resposta às suas questões.