Conheça aqui as medidas de segurança contra tentativas de fraude

Saiba mais

Perguntas frequentes

Apoio ao Cliente Particulares

Perguntas frequentes

    Perguntas Frequentes - Apoio ao Cliente - Particulares | EDP Serviços e vantagens Janelas Eficientes

    O que devo ter em conta na escolha da solução de Janelas Eficientes?

    Quais as características técnicas a considerar na escolha de uma Janela Eficiente?

    As características técnicas a considerar na escolha de uma Janela Eficiente (caixilho + vidro) dizem respeito, fundamentalmente, ao valor da transmissão térmica da janela (valor Uw). Quanto menor for este valor, melhor será o seu desempenho ao nível do isolamento térmico. O valor da transmissão térmica da janela (valor Uw) é o resultado do valor de transmissão térmica do caixilho (valor Uf) + valor de transmissão térmica do vidro (valor Ug).

     

    A contribuição da janela para o consumo energético da sua habitação corresponde à classificação que esta tem ao nível da Etiqueta Energética (classificação de A+ a G). Por isso deve sempre escolher janelas com melhor classificação energética: classe A+.

    Devo optar por caixilharia em PVC ou alumínio?

    A resposta depende de vários fatores: localização e características da casa, necessidades da família e orçamento disponível. O PVC e o alumínio são dois produtos que têm elevada qualidade, mas que podem responder a desempenhos e a aplicações diferentes. Ambas as opções são resistentes e duradouras e é possível encontrar tanto janelas de PVC como de alumínio com certificação A+. No entanto, há algumas diferenças entre os dois materiais que deve ter em conta para a escolha mais adequada:

     

    Caixilharia de PVC

    • As caixilharias em PVC são de policloreto de vinilo, um material muito resistente (por vezes feito a partir de plástico reciclado e sendo 100% reciclável) e que não é condutor de temperatura, o que permite uma grande capacidade de isolamento térmico. Os perfis da caixilharia em PVC abrem ainda múltiplas possibilidades estéticas que o alumínio dificilmente consegue garantir, como o acabamento em qualquer cor (mesmo a imitar as cores, tons e textura da madeira). O PVC tem uma baixa condutividade térmica, cerca de mil vezes inferior à do alumínio. Por isso, os perfis em PVC não necessitam de rutura da ponte térmica. A ponte térmica produz-se em perfis metálicos cuja alta condutividade torna-os maus isolantes.

     

    Caixilharia de alumínio

    • As caixilharias em alumínio para garantir que têm uma baixa condutividade térmica, devem garantir a existência de materiais isolantes nos perfis (rotura da ponte térmica), os quais melhoram o desempenho térmico. Os perfis da caixilharia em alumínio podem apresentar uma extrema versatilidade e tipos de acabamento (termolacados e anodizados). Sempre que se opte por caixilharia em alumínio junto à zona costeira deve ter-se em conta, a necessidade de tratamento adequado para resistência a ação da maresia.

    Qual a tipologia de janela que devo escolher para obter mais isolamento térmico e acústico?

    A tipologia de janela e/ou porta que deve escolher para obter mais isolamento térmico e acústico corresponde às soluções de batente e/ou oscilo-batente, tendo em conta que, regra geral, as soluções de correr poderão ter um desempenho inferior às demais por ter maior permeabilidade ao ar. No entanto terá sempre de ter em conta a opção mais funcional para a utilização e estética pretendida e atender à classificação energética da janela e/ou porta para garantir que seja classe A+.

    Que tipo de vidro devo escolher para maximizar o isolamento térmico e acústico da janela?

    A escolha do tipo de vidro e espessura, vai variar conforme a necessidade: de luminosidade; de segurança ao choque e anti-roubo; de isolamento térmico e/ou de isolamento acústico.

     

    A utilização de vidros duplos nas janelas é a solução mais adotada, como forma de aumentar o isolamento térmico da janela, sendo constituído por duas chapas de vidro separadas por um espaço preenchido com ar ou de gás nobre (p. ex. árgon, krípton, xénon). A aplicação de gás melhora sensivelmente o desempenho térmico do vidro e reduz a possibilidade de condensações superficiais.

    A espessura do espaço de ar pode variar, sendo comum a utilização de uma caixa de ar entre 14 e 16mm.

     

    Quanto à espessura do vidro, é variável conforme as necessidades, sendo que uma maior espessura da composição dos 2 vidros melhora a atenuação acústica.

     

    Para melhorar o isolamento térmico e diminuir a excessiva penetração de radiação solar pelo vidro deve optar-se por vidros duplos baixo emissivos e/ou de proteção solar. No entanto, é necessário ter em consideração a orientação das fachadas. Para melhorar o isolamento acústico pode optar-se por vidros acústicos, normalmente laminados. No entanto, a escolha do vidro mais adequado para a sua habitação é extremamente importante pelo que deve solicitar ao técnico especializado, a melhor recomendação após análise no local da obra.

    Quanto pode custar a substituição das janelas antigas por Janelas Eficientes?

    O custo das janelas eficientes pode variar consoante um conjunto de variáveis, tais como:

    • Quantidade de janelas a substituir (impacto no custo da mão-de-obra de desmontagem e instalação);
    • Tipologia das janelas (de batente e/ou oscilo-batente, de correr, de guilhotina, etc.);
    • Tipo de acabamento dos caixilhos;
    • Tipo e características do vidro;
    • Local da casa (custos de deslocação).

    Assim, aconselha-se que solicite um orçamento detalhado, que inclui os custos do produto Janelas Eficientes e o custo do serviço (fornecimento, desmontagem das janelas antigas e instalação das novas janelas).

    Quais as condições para beneficiar da redução do IVA a 6%?

    A Autoridade Tributária (AT) permite beneficiar da redução do Imposto sobre o Valor Acrescentado (IVA) de 23% para 6%, nos termos do ponto 2.27 da Lista I (Bens e Serviços sujeitos a Taxa Reduzida) do Código do IVA, ao fazer obras de reabilitação à sua casa, com as seguintes condições:

    • O imóvel sobre o qual obterá o benefício deve ser utilizado como habitação: o imóvel em questão deve estar licenciado para habitação e não qualquer outro fim. É considerado um imóvel (ou parte de imóvel) afeto à habitação aquele que estiver a ser utilizado como tal tanto ao início como após as obras.
    • Podem ter direito ao benefício o proprietário, o locatário ou o condomínio: ou seja, mesmo que seja arrendatário e decida fazer remodelações à habitação, pode obter o benefício.
    • Desconto é aplicável aos serviços e aos materiais:se o seu imóvel estiver localizado em área de reabilitação urbana (ARU), ou no âmbito de operações de requalificação e reabilitação de reconhecido interesse público nacional, poderá obter o benefício do IVA a 6% tanto para a compra dos materiais como para a contratação dos serviços (mão-de-obra). Para saber se a sua casa está dentro da zona ARU, deve entrar em contacto com a Junta de Freguesia.
    • Desconto é aplicável apenas aos serviços (mão de obra): se o seu imóvel estiver fora da área de reabilitação urbana e não estiver incluído nas operações de requalificação e reabilitação de reconhecido interesse público nacional, obenefício do IVA a 6% é válido apenas para a contratação dos serviços (mão-de-obra).

    O Fundo Ambiental apoia a substituição das janelas antigas por novas Janelas Eficientes?

    Sim. A reabilitação dos edifícios portugueses, a melhoria do conforto térmico e a redução da fatura energética, é um dos objetivos fundamentais do Programa de Apoio a Edifícios Mais Sustentáveis (PAE+S) e do Programa Vale Eficiência. Estes programas são operacionalizados através do Fundo Ambiental e têm como objetivo, apoiar várias tipologias de projetos, nos quais se inclui a substituição de janelas não eficientes por janelas eficientes.

     

    O PAE+S fase II encontra-se encerrado, pelo que se aguarda uma eventual reabertura do programa.

     

    O programa Vale Eficiência, encontra-se aberto e pretende entregar 100.000 “vales eficiência” a famílias economicamente vulneráveis, até 2025, no valor de 1.300€ acrescido de IVA, sendo elegível a substituição de janelas não eficientes por janelas eficientes, de classe energética mínima igual a “A”.

    Para mais informações sobre o programa Vale Eficiência consultar aqui o site do Fundo Ambiental.

    Fale connosco

    Fale connosco caso não encontre resposta às suas questões.