Saiba que cuidados deve ter para que o seu carro elétrico dure bastantes anos.

Zero emissões, zero despesas com combustível, baixos custos de manutenção, incentivos fiscais e preocupações com o meio ambiente são apenas alguns dos motivos que fizeram aumentar a procura de carros elétricos nos últimos anos. Por tudo isto, são cada vez mais as marcas automóveis que se dedicam à criação de modelos destas gamas.


No entanto, os carros elétricos são substancialmente diferentes dos habituais carros a gasolina ou gasóleo. Uma das grandes diferenças está no facto de este tipo de veículos não produzir emissões de CO2, mas a principal será mesmo o motor: é silencioso e a forma como funciona é bastante distinta dos motores convencionais. Os carros elétricos precisam de pouca manutenção, até porque o seu motor não tem partes móveis nem mecânicas, que é o que tipicamente avaria nos carros tradicionais, e também não é necessário preocupar-se com coisas como trocar o óleo ou as velas de ignição, mas ainda assim há algumas regras que deve seguir para manter o seu carro em boas condições e grande parte delas prende-se com a bateria.

BATERIAS

A bateria de um carro elétrico é, sem dúvida nenhuma, o componente mais importante e pode durar, com uma boa utilização, até 15 a 20 anos. No entanto, esse tempo de vida útil varia muito com a forma como o carro é utilizado: o tipo de condução que se faz e os carregamentos a que se sujeita a bateria. Para que não tenha nenhuma surpresa desagradável, todos os meses deve verificar a bateria do seu carro, garantindo que as ligações estão intactas, que não há corrosão nos terminais e que os níveis de água estão corretos. Contudo, há mais aspetos a ter em conta.

Não carregue a bateria a 100% nem a deixe ficar totalmente sem carga

Poderá parecer um contra-senso, mas a melhor forma de preservar a capacidade máxima de uma bateria é não deixá-la descarregar totalmente nem carregá-la na sua totalidade. Ao fazê-lo, estará a degradar mais rapidamente a bateria, diminuindo o seu tempo de vida útil. Assim, fixe estes valores: nunca deixe a bateria chegar a menos de 20%, nem a carregue acima dos 80%. Isto poderá reduzir a autonomia do carro, mas é vantajoso a longo prazo, já que a bateria irá durar muito mais tempo.

Prefira carregamentos mais lentos, em casa ou no trabalho

Os postos de carregamento rápido são úteis, mas devem ser usados apenas em casos de emergência. Isto porque em apenas 20 minutos a bateria pode atingir os 80%, logo há que ter atenção para não a deixar chegar aos 100%, pelos motivos que referimos no ponto anterior. Para além disso, o uso frequente destes postos de carregamento sujeita as baterias a altas temperaturas, desgastando-as muito mais rapidamente e reduzindo até 1% por ano a sua capacidade.
Assim, deve privilegiar as cargas lentas, já que os carregamentos menos potentes ajudam a preservar a integridade das células das baterias. Mas tenha em atenção que, ao optar por este tipo de carregamento, o carro deve ficar ligado à tomada pelo menos durante uma hora.

Carregue a bateria sempre que possível

Mesmo que tenha acabado de fazer uma viagem curta, deve voltar a carregar a bateria do seu carro até aos 80%. Dessa forma evita ficar sem energia e mantém os componentes à temperatura ideal, uma vez que as baterias perdem carga mais rapidamente quando fica frio. No entanto, deve ter atenção a um pormenor: não ponha a bateria a carregar imediatamente a seguir a ter conduzido o carro, uma vez que estará a sujeitá-la a altas temperaturas. O ideal será deixar passar algum tempo para que a bateria arrefeça ligeiramente primeiro.

Evite expor a bateria ao frio ou calor extremos

Outro fator que acelera - e muito - a degradação das baterias é a exposição tanto a temperaturas elevadas, como muito baixas. Assim, deve resguardar ao máximo o seu carro, de preferência numa garagem, já que as diferenças de temperatura levam ao consumo da energia acumulada nas baterias. E é também por esse motivo que deve evitar que o seu carro fique exposto ao sol durante os carregamentos, sendo preferível fazê-los à noite.

SISTEMA DE TRAVAGEM

Todos os carros elétricos têm um sistema de recuperação de bateria, o que significa que sempre que trava ou tira o pé do acelerador, a energia cinética gerada é recuperada, sendo convertida em energia elétrica. Este tipo de travagem, chamada regenerativa, ajuda a manter as pastilhas dos travões em boas condições durante mais tempo.

Para poder tirar o máximo partido do recarregamento enquanto conduz, deve:

  • Tirar ligeiramente o pé do acelerador em vez de travar, sempre que possível
  • Reduzir a aceleração nas descidas
  • Acelerar progressivamente

No entanto, e para que não tenha problemas com o seu carro, não deve nunca descurar a verificação do sistema de travagem de acordo com o número de quilómetros indicado pelo fabricante.

PNEUS

Não há propriamente uma fórmula universal para saber quando é que os pneus de um carro devem ser mudados, já que isso depende de vários fatores, como o design, a forma de condução, o clima ou as condições da estrada. No entanto, pode seguir-se por algumas regras:

  • Ao fim de cinco anos de utilização, sem que os pneus tenham sido alguma vez trocados, estes devem passar a ser inspecionados uma vez por ano por um profissional
  • Considere dez anos como o prazo da vida máximo dos seus pneus. Se durante esse tempo eles nunca foram substituídos, então é aconselhável que o faça, mesmo que aparentem estar em bom estado

Por precaução, vá ainda verificando as rotações dos pneus, de acordo com as recomendações do fabricante, a pressão de ar e o nível de desgaste do piso.

SISTEMA DE REFRIGERAÇÃO

Outro aspeto do seu carro elétrico que deve verificar regularmente, é o sistema de refrigeração. Este sistema é responsável por manter as peças do motor à temperatura ideal: devem estar frias o suficiente para que os componentes não derretam, mas não tão frias ao ponto de o carro não funcionar. E uma parte importante para que este sistema funcione é o líquido de refrigeração. Assim, todos os meses deve certificar-se que os níveis deste líquido estão corretos, para que o seu carro se mantenha em boas condições de funcionamento.

AR CONDICIONADO

Ocasionalmente, também deve verificar o ar condicionado do seu carro, para que este funcione de forma eficaz. Esta revisão deve ser feita por um profissional, já que poderá ser necessário aplicar um líquido de refrigeração específico e óleo de compressor.

FILTRO DE AR

Tal como os carros convencionais, os carros elétricos também têm filtros que impedem a passagem de pólen, poeira da estrada e outras partículas para o interior do veículo. Assim, deve verificar o filtro de ar com alguma frequência para perceber se está em boas condições de funcionamento.

Se tem interesse em mobilidade elétrica descubra aqui tudo o que precisa de saber sobre carros elétricos, desde autonomia, tipos de carregamento, preços e até as diferenças na condução. Saiba ainda quanto pode poupar se trocar o seu veículo a combustão por um elétrico através da app EDP EV.X, disponível para Android e iOS.