Conheça aqui as medidas de segurança contra tentativas de fraude

Saber mais

Tudo sobre como poupar no aquecimento da água

Sempre que abre uma torneira em casa, lembre-se que está a gastar água e energia para a aquecer. Gestos tão simples como reduzir o tempo no duche ou aprender a regular a temperatura da água podem fazer toda a diferença na fatura de energia. Quer saber como?

Seja qual for o equipamento de AQS (águas quentes sanitárias) que utiliza, há sempre formas de reduzir o consumo de energia e tirar máximo proveito da sua utilização. Desde esquentadores, caldeiras, termoacumuladores a bombas de calor, cada um tem funcionamentos e eficiências diferentes e é importante que tenha consciência dos seus hábitos e de como pode melhorá-los.

Descubra as ações essenciais que pode já pôr em prática para começar a poupar e a ser mais consciente do uso de água em casa:

  1. Instalar redutores de caudal.
    Uma torneira aberta chega a gastar até 12 litros de água por minuto 1; com um redutor de caudal, o valor pode baixar para 7,5 litros 2. Com este gesto simples, a poupança pode chegar a 140 € por ano na fatura de energia.
  2. Regular a temperatura no termostato. 
    A maior parte das pessoas costuma ter o equipamento regulado a 60ºC, ao longo de todo o ano. Uma simples redução de 5ºC no termostato pode poupar-lhe 50 € por ano. No caso dos esquentadores a gás não é tão fácil regular para uma temperatura específica mas diminuindo a intensidade da chama, já ajuda a poupar energia.
  3. Um minuto a menos no duche. 
    Em média, 60% da água que gastamos é consumida no banho 1. Trocar o banho de imersão por um duche já é uma ótima forma de poupar; se quiser ir mais longe, passe menos um minuto debaixo de água. Seja qual for o seu equipamento, pode poupar até 110 € por ano com este gesto.

Trocar os hábitos de sempre por ações mais sustentáveis tem um grande impacto no dia a dia, mas a verdade é que, quanto mais eficiente for o seu equipamento de AQS, menor será o consumo de energia.

Se tiver um equipamento antigo - seja ele um esquentador a gás, uma caldeira ou um termoacumulador - considere fazer um upgrade para um equipamento mais moderno e eficiente.

Próximos passos:

Para além destas ações, pode ir mais longe e garantir que está a tirar máximo proveito dos seus equipamentos:

  • Isole as tubagens e canos visíveis para evitar perdas de calor no aquecimento da água;
  • Drene o depósito de água pelo menos uma vez por ano;
  • Faça a manutenção das torneiras que pingam para evitar desperdiçar água.

Pressupostos

Cenário base

Família de três pessoas com um dos seguintes equipamentos:

  • Esquentador a gás padrão anterior a 1995 (consumo de 1,787 kWh/ano e eficiência: 0,713)
  • Termoacumulador convencional com 100L de capacidade, menos de 15 anos de utilização (consumo de 1,572 kWh/ano e eficiência: 0,813)
  • Caldeira tradicional com menos de 10 anos de utilização (consumo de 1,787 kWh/ano e eficiência: 0,713)
  • Bomba de calor de classe energética A+ com 100L de capacidade (consumo de 549 kWh/ano e eficiência: 2,32)

Hábitos de consumo:

  • Consumo diário de 40L de água quente por pessoa 3
  • Temperatura da água regulada para 60ºC no termostato do equipamento
  • Preço médio do gás de botija: 0,17 € por kWh (IVA incluído)
  • Preço médio da eletricidade: 0,20 € por kWh (IVA incluído)


Cenário de melhoria

  • Redução do caudal de água de 12 L/min para 7,5 L/min com instalação de redutores de caudal (investimento até 50€)
  • Redução de um minuto no banho, baixando o consumo diário de água quente para 28L por pessoa
  • Regulação da temperatura no termostato para menos 5ºC