Moda: marcas portuguesas que produzem roupa sustentável

Moda: marcas portuguesas que produzem roupa sustentável

Contrariando a tendência da fast fashion, um pouco por todo o mundo nascem marcas com preocupações sustentáveis. E Portugal não é exceção.

Estas preocupações espelham-se num grande número de novas marcas portuguesas, que ou optam por uma abordagem sustentável e local, desenvolvendo pequenas coleções, muitas vezes de peças únicas com restos de tecidos que, de outra forma, acabariam no lixo; ou investem em novos materiais.

E é possível encontrar um pouco de tudo, no universo da moda, desde a roupa infantil à roupa para mulher e homem, passando pelos sapatos e acessórios. Descobre algumas destas marcas.

Buzina

Para a Buzina, todas as mulheres são únicas e assim devem ser também as peças que vestem. A marca nasceu em 2016, criada por Vera Fernandes. Todas as peças têm tamanho único e adaptam-se a diferentes corpos.

Cada coleção é composta por apenas 20 peças e cada uma tem uma produção de 10 a 70 exemplares. Tudo é produzido por costureiras e os tecidos utilizados são recuperados de excedentes de fábricas de tecidos.

Light Years Away

A Light Years Away é uma marca de sportswear que tem como conceitos base a sustentabilidade, a autenticidade e o empoderamento.

Produzem em ECONYL®, um tecido feito a partir de nylon recuperado de coisas como redes de pesca. Além disto, todas as embalagens são compostáveis e as etiquetas em papel reciclado com certificado EU Ecolabel.

Son of a Taylor

A Son of a Taylor utiliza tecnologia de topo para minimizar excedente na sua produção.
A marca de roupa masculina só produz mediante encomendas, não tendo, por isto, stock. Paralelamente, evitam os intermediários, vendendo diretamente ao consumidor final.

Nae Vegan Shoes

O nome já indica que esta se trata de uma marca de calçado vegan, conceito reforçado pelo nome Nae - No Animal Explotation.

À primeira vista parecem sapatos em couro, mas a marca trocou este material por plástico reciclado, cortiça, microfibra biodegradável, têxtil oriundo de fibras de plantas e borracha 100% natural. A marca produz em Portugal para o resto do mundo.

António

Criada por duas irmãs que homenagearam o pai no nome da marca. Ana e Sara Mateus cresceram a ver a fábrica de marroquinaria da família, que já trabalhavam com mm. Quiseram levar o negócio mais longe e fundaram a marca que celebra a slow fashion e o consumo responsável através de modelos exclusivos e duradouros.

Zouri Shoes

Marca criada em 2017, em Guimarães, e já premiada internacionalmente, caracteriza-se por ter todos os ténis com uma sola feita de borracha natural que, à transparência, deixa ver pedaços de plástico fruto de recolhas de lixo das praias do norte do país. Já o corpo dos ténis é de algodão orgânico certificado ou de piñatex, material à base de folhas de ananás.

Skizo Shoes

A marca de sapatos quer produzir sapatos ao mesmo tempo que ajuda a limpar os oceanos. Para tal, desenvolveram um material, em conjunto com artesãos portugueses, a partir de plástico retirado dos oceanos. Cada par de ténis contém cerca de meio quilo de plástico, ou seja, 36 garrafas.

Cuscuz

Um móvel velho pode virar brincos e óculos? Pode, se passar pela cabeça e pelas mãos de Ana Mendes e do pai. A partir de Coimbra, a designer e o carpinteiro trabalham com o que encontram, sem qualquer intervenção química - apenas criativa.

Näz

Criada na Covilhã, em 2016, por Cristiana Costa, esta marca de roupa aposta em linhas minimalistas, tecidos orgânicos - como o lyocell - e fabrico nacional, em unidades familiares e remuneradas a preço justo.

Conscious Swimwear

Nos últimos anos surgiram dezenas de marcas nacionais de swimwear, mas a Conscious tem uma abordagem que a distingue das demais: é feita à mão, em Lisboa, a partir de lixo retirado dos oceanos, como canas de pesca e plástico industrial.

Insane In The Rain

Marca de casacos para a chuva com um visual único e irreverente, criada em Lisboa mas produzida em Taiwan. Porquê? Porque é lá que a fundadora Hannah Edwards encontrou um processo que transforma o plástico convencional das garrafas em matéria têxtil. Cada peça equivale a 17 a 23 garrafas de plástico recicladas.

Maquette

A Maquette produz roupa de mulher com um design minimalista e, para tal, usa sobretudo tecidos de origem natural e costureiros locais que produzem todas as peças à mão.

Vintage for a cause

Na Vintage for a Cause nada se perde, tudo se reaproveita. A marca de roupa, que se assume comprometida com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), definidos pelas Nações Unidas, produz sempre em edições limitadas, o que permite logo minimizar os excedentes, mas quando estes existem são aproveitados para coleções futuras.

Isto

A Isto foi uma das primeiras marcas portuguesas a apresentar a todos os seus clientes a razão de cada peça ter o preço que tem, ajudando assim a divulgar o princípio do comércio justo.

A marca de roupa aposta nos básicos fundamentais de um guarda-roupa, com extrema qualidade, materiais orgânicos, produções locais e stocks reduzidos.

Estas são apenas algumas das marcas nacionais que já estão a fazer da sustentabilidade uma preocupação e que procuram tomar decisões de negócio que refletem essas mesmas preocupações.

E este será seguramente o caminho para cada vez mais marcas, inclusive algumas das chamadas grandes marcas de fast fashion, que também começam a fazer esta transformação. E tu, também já pensas no impacto do que escolhes para o teu roupeiro?