Conheça aqui as medidas de segurança contra tentativas de fraude

Saiba mais

Poupe com uma boa utilização do forno

Há pequenas mudanças que podem contribuir para baixar o consumo do forno enquanto está a cozinhar. Quanto mais antigo ou menos eficiente for o modelo, ou mais frequente a sua utilização, maior será a poupança. Perceba como.

Descubra cinco novos hábitos que pode implementar em casa para reduzir o consumo energético com o forno:

1. Utilizar a função de ventilação do forno
A ventilação ajuda a distribuir a temperatura de forma uniforme no interior do forno. A cozedura é mais rápida, os assados ficam mais suculentos e ainda consegue poupar cerca de 20% a 30% por utilização.

2. Aproveitar o espaço para cozinhar mais do que uma refeição ao mesmo tempo
Poupe tempo e energia, tirando partido do calor que já existe dentro do forno para preparar um segundo prato. O aumento de consumo é de apenas cerca de 15%, o que acaba por compensar, face à sua confecção em separado.

3. Cortar os alimentos em pedaços pequenos e homogéneos
Sempre que a receita permitir, este simples hábito aumenta a superfície da comida exposta ao calor e reduz a distância da fonte de calor ao centro dos alimentos, o que resulta numa confecção mais rápida e económica.

4. Utilizar recipientes de vidro ou cerâmica adequados
Estes materiais conservam melhor o calor, permitindo reduzir a temperatura do forno em até 20 ºC para a mesma receita. No final, esta redução reflete-se em poupança na fatura energética.

5. Evitar abrir e fechar a porta do forno
Sempre que abre a porta, está a perder até 25% do calor no seu interior. Para repor a temperatura inicial, seria necessário aumentar (desnecessariamente) o consumo de energia no forno.

Considerando um forno elétrico de modelo antigo, adotar estes hábitos com maior frequência poderá resultar numa poupança de até 10 € por ano. Se o seu forno for de um modelo mais recente e, naturalmente, mais eficiente, esse valor desce até 5 € anuais.

No caso de um forno a gás, a poupança pode ser até duas vezes superior. E tudo com pequenas mudanças de hábitos no dia a dia, sem qualquer investimento associado.

Lembre-se que também pode reduzir o consumo se diminuir o uso do pré-aquecimento, que não costuma ser necessário para cozinhados de mais de uma hora.

Mantenha sempre o forno limpo, o que naturalmente aumenta a sua longevidade e desempenho.

Uma nota para a energia consumida pelas funções de autolimpeza do forno: os métodos hidrolítico, catalítico e pirolítico são cada vez mais eficazes mas apresentam um consumo proporcional. Pense no que é realmente importante para si e para a sua família e comece a mudar os consumos em sua casa, um hábito de cada vez.

Pressupostos

Cenário base:

  • Família de 3 pessoas, com um forno elétrico equivalente à classe energética D (consumo de 1,63 kWh por ciclo) ●
  • Frequência de utilização do forno: em média 2 vezes por semana equivalentes a um ciclo considerado para efeitos de etiqueta energética (definido de forma a ser representativo de um cozinhado)
  • Hábitos de utilização do forno:
    • Recurso à função de ventilação em apenas 20% das vezes
    • Confecção sempre de apenas 1 receita / tabuleiro de cada vez
    • Corte da comida nos pedaços mais pequenos e homogéneos possível em apenas 25% das vezes
    • Uso de recipientes de vidro ou cerâmica em apenas 50% das vezes
    • Abertura e fecho da porta a meio da confecção sem precauções de maior (2 vezes em cada cozinhado)
  • Preço médio da eletricidade: 0,20 € por kWh (IVA incluído)

Cenário de melhoria:

  • Uso cuidado e informado do forno, incluindo:
    • Aumento da frequência de utilização da função de ventilação para 80% das vezes
    • Confecção de 2 receitas em paralelo em média 20% das vezes (40% no inverno, 20% outono e primavera, e nunca no verão dada escassez de uso)
    • Corte da comida nos pedaços mais pequenos e homogéneos possível em 50% das vezes
    • Aumento da frequência de utilização de recipientes de vidro e cerâmica para 100% das vezes
    • Redução do número de aberturas e fechos de portas durante a confeção em 50% (de 2 para apenas 1 em cada cozinhado).