Se está a pensar vender ou arrendar a sua casa, saiba que há algumas alterações que pode fazer para tornar este negócio o mais rentável possível.

Por muito bonita, confortável e moderna que a sua casa seja, quando se trata de a pôr no mercado há sempre mudanças que podem ser feitas para a tornar ainda mais fantástica (e garantir que consegue o melhor negócio possível).

Seja para vender ou arrendar, e considerando que o mercado imobiliário é extremamente competitivo, todas as mudanças que conseguir fazer e que tornem a casa mais atrativa são vantajosas: ao ter vários clientes interessados, o poder negocial passa a estar do lado de quem vende ou arrenda, que pode conseguir a melhor proposta.

Há vários pontos da casa que pode (e deve) ter em consideração, mas não se entusiasme já: primeiro deve perceber quanto é que pode gastar e se lhe compensa gastar, tendo em conta o potencial de venda da casa. Afinal, não vale a pena fazer demasiadas obras de fundo se depois não vai usufruir do espaço.

Assim, faça uma revisão geral e escolha os projetos que considere que trarão mais vantagens. Se não sabe muito bem por onde começar, descubra as 9 dicas que vão aumentar o valor da sua casa.

1. RENOVE A FACHADA E A ENTRADA

Uma boa primeira impressão é essencial para agradar a potenciais compradores ou arrendatários e conseguir o melhor negócio possível. Assim, não se esqueça de, primeiro, inspecionar o exterior da sua casa e fazer uma lista de tudo o que precisa de ser mudado ou arranjado.

Verifique se a pintura das paredes e dos muros está a descascar ou se tem marcas de humidade, e substitua-a por uma cor neutra. Tenha em atenção possíveis vestígios de ferrugem nos gradeamentos. E não se esqueça, também, de cortar a relva e manter o jardim bem cuidado (se o tiver).

Outro aspeto da casa que deve ter em consideração é a porta de entrada. Para além de ter de ser bonita, deve ser também robusta para proteger contra intempéries e possíveis intrusos. Verifique o estado da sua e perceba se valerá a pena trocá-la ou não, ou simplesmente apostar em melhorar o isolamento.

Se morar num apartamento, o seu cartão de visita será o hall de entrada. Torne esta divisão num espaço agradável, evitando sobrecarregá-lo de móveis e dando-lhe o máximo de luz possível, seja natural ou artificial.

2. REPARE OU SUBSTITUA O TELHADO

Se o telhado da sua casa já for antigo, poderá estar na hora de o substituir, mesmo que não dê sinais de problemas. Afinal, chegar o inverno e começar a chover dentro de casa é um dos piores pesadelos de qualquer pessoa, por isso o melhor mesmo é antecipar essa situação.

No caso de o telhado estar em boas condições, verifique apenas se existem pequenas reparações que pode fazer, como por exemplo substituir telhas partidas.

Caso tenha um sótão e o isolamento térmico da cobertura esteja danificado, é recomendável a sua substituição. É relativamente fácil fazê-lo, o custo não é muito elevado (embora dependa do tipo de isolamento e da quantidade) e tem um impacto elevado no conforto térmico da casa e também na sua classificação energética.

3. SUBSTITUA PORTAS, JANELAS E ESTORES

Substituir as janelas aumenta não só o valor da casa, como também ajuda a aumentar a eficiência energética e a reduzir a fatura da eletricidade.

Se tiver janelas simples, considere mudar para os modelos de vidros duplos, que ajudam a isolar o som e a manter a habitação quente no inverno e fresca no verão.

Os estores também são importantes para ajudar a proteger a casa e controlar a temperatura no interior, mas se tiver as típicas persianas de plástico branco, é provável que já tenham um ar envelhecido. Avalie o seu estado de conservação e, caso seja necessário, peça um orçamento para a sua substituição.

No caso das portas, quanto mais escuras forem, mais pequena e menos luminosa irá parecer a sua casa. Assim, pondere pintá-las da mesma cor das paredes (se for clara), dando-lhes um novo ar e a aparência de uma casa mais espaçosa e com mais luz, fator que normalmente é fundamental para quem vai comprar uma casa.

4. PINTE A CASA E RENOVE O PAVIMENTO

Pintar a casa é uma forma simples e relativamente barata de lhe dar um ar mais atrativo e moderno. Escolha uma cor neutra e clara (como branco ou bege) para agradar ao maior número possível de pessoas e ponha mãos à obra.

O mesmo acontece com o chão. Se o piso da sua casa estiver estragado ou muito fora de moda (como os padrões de mosaicos muito trabalhados), poderá ser uma boa ideia renová-lo. Se não quiser (ou não puder) investir muito dinheiro, considere a possibilidade de aplicar soalho flutuante por cima do pavimento.

5. REMODELE A COZINHA

Uma das coisas que mais salta à vista de quem vai comprar ou arrendar casa é a cozinha: é nova? Está em bom estado de conservação? Está equipada? É através desta divisão que, muitas vezes, os potenciais compradores ou arrendatários decidem se querem a casa ou não. Assim, remodelar a sua cozinha pode ser uma boa forma de aumentar o valor da habitação.

Mas não se deixe levar pelo entusiasmo: pequenas alterações podem fazer uma grande diferença e não precisa de gastar mais do que o que o seu orçamento permite.

remodele a cozinha

Invista na substituição das bancadas, lava-loiças e torneira e coloque eletrodomésticos mais modernos e eficientes. Caso não possa ou não seja necessário substituir os eletrodomésticos (por estarem em perfeito estado e/ou terem uma classe energética alta), deve preocupar-se em mantê-los sempre limpos. Isto porque, por exemplo, ninguém gosta de ver um frigorífico sujo ou com mau cheiro.

Guarde, venda ou ofereça equipamentos que não usa e evite ter muita coisa exposta para não dar um ar pequeno e atravancado à cozinha, que se quer com bastante espaço.

Se o seu orçamento não permitir substituir os armários, pode simplesmente pintá-los e trocar os puxadores, dando-lhes uma nova vida.


6. RENOVE AS CASAS-DE-BANHO

Depois da cozinha, as casas-de-banho são a divisão da casa a que mais atenção se dá (e também a que precisa de remodelações mais rapidamente). Por norma, as pessoas preferem casas-de-banho com aspeto limpo e novo e com pouco uso, por isso este é um investimento que, apesar de grande, vale a pena.

Torne as suas casas-de-banho mais modernas e bonitas trocando louças gastas e fora de moda e alterando os azulejos, se forem muito antiquados. Opte por cores mais sóbrias e neutras para agradar a todos.

E se quiser apresentar a sua casa como uma “casa eficiente”, pondere instalar redutores de caudal - uma solução de baixo custo e fácil de implementar. Desta forma, na altura da venda, irá revelar preocupações ambientais e mostrar que a sua casa é mais sustentável e está preparada para o futuro, o que poderá ajudar a aumentar o seu valor.


7. IMPLEMENTE AS MELHORIAS PROPOSTAS NO SEU CERTIFICADO ENERGÉTICO

Para vender ou arrendar casa é obrigatório ter o certificado energético, que indica a classificação energética da habitação e também algumas melhorias que pode pôr em prática para a tornar mais eficiente e mais amiga do ambiente.

implemnete as melhorias propostas no seu certificado energético

Não é obrigado a seguir as sugestões dos técnicos e a fazer essas melhorias em sua casa, mas a verdade é que quanto melhor for a classificação energética, mais poderá aumentar ao valor pedido pela casa.

E a eficiência energética é um fator cada vez mais importante para quem compra casa, pelo que vale a pena investir em ter uma classificação energética, pelo menos, acima de C.

8. ATUALIZE O SISTEMA ELÉTRICO

Se a sua casa já tiver alguns anos, talvez seja boa ideia renovar as instalações e o quadro elétrico (principalmente se nunca o fez), recorrendo a técnicos especializados.

Aproveite e substitua também as tomadas e os interruptores por outros mais recentes.

Esta é uma forma simples e barata de dar um ar mais moderno à casa, mas também de garantir que está a vender uma casa mais eficiente.


9. TORNE A CASA MAIS SUSTENTÁVEL

Existem ainda outras formas de aumentar o valor da sua casa. Uma delas é investir na instalação de painéis solares, como forma de produzir e consumir a sua própria energia.

Enquanto viver na sua casa beneficiará diretamente da energia produzida, e quando vendê-la poderá conseguir gerar uma mais-valia se os painéis estiverem incluídos no negócio. E se não os quiser vender, quando mudar de casa poderá levar os seus painéis consigo para a nova casa – se se tratar de uma moradia, como é óbvio.

Sabia que existem benefícios fiscais para quem adere a estas soluções? Faça aqui uma simulação e fique a saber quanto pode poupar.


VAI MUDAR DE CASA? FALE CONNOSCO

Se está a pensar mudar de casa e pretende levar o seu serviço de energia consigo, ou até descobrir um plano com energia 100% verde, contacte-nos. Teremos todo o prazer em ajudá-lo e facilitar todo o processo.