CARREGAR O CARRO ELÉTRICO EM CASA NUMA TOMADA COMUM É POSSÍVEL, MAS COM CUIDADOS.

Existem tomadas específicas para carregar carros elétricos. Tecnicamente é possível carregar um carro elétrico numa tomada convencional, mas pode comportar alguns riscos.

A dispersão da rede e as oferta de carregamentos são preocupações de quem compra o seu primeiro carro elétrico ou de quem, já o tendo, tem de criar rotinas de carregamento. O carregamento em casa é a opção mais barata do mercado, mas pode ser feito numa tomada convencional? Tecnicamente sim, mas existem os seguintes perigos e desvantagens.

DESCONHECIMENTO DO ESTADO DA INSTALAÇÃO ELÉTRICA

Sobretudo em instalações antigas, é difícil prever como foi construída e que características tem a instalação elétrica e respetivo circuito que alimenta a tomada. Por exemplo, se tem uma ligação à terra suficientemente forte. Uma utilização sistemática para carregamentos com correntes elevadas e prolongadas pode causar danos estruturais no sistema elétrico da casa.

POSSIBILIDADE DE SOBREAQUECIMENTO

O carregamento de carros elétricos em tomadas comuns deve ser visto como uma forma de carregamento ocasional, numa situação de emergência. As tomadas domésticas não estão preparadas para carregamentos longos com correntes elevadas, o que acontece durante o carregamento de um veículo elétrico. Há a possibilidade de sobreaquecimento da instalação elétrica e dos seus vários componentes.

No entanto, muitos carros elétricos vêm com o chamado carregador ocasional, um cabo para carregamentos com corrente alternada (usada nos edifícios domésticos) e que pode ser usado desde que cumpridos alguns requisitos de segurança — os de melhor qualidade não funcionam se este requisito não se verificar. Estes cabos vêm com uma tomada schuko (a tomada convencionada em Portugal, também denominada tomada tipo F), que, em alguns casos, tem um sensor de temperatura para evitar o sobreaquecimento. O cabo, por sua vez, tem um conector compatível com o veiculo a utilizar - pode ser Tipo2 ou Tipo1 - que limita a intensidade de carregamento, habitalmente, a 12 Amperes (12A). Em alguns modelos menos comuns podem limitar a intensidade a 14 ou 16A.

VELOCIDADE DE CARREGAMENTO MUITO BAIXA

Isto significa que, para ter um carro com capacidade de 40 kWh precisará de 20 horas de carregamento. Por tudo isto, a rede pública de carregamentos Mobi.E não aconselha o carregamento de veículos elétricos em tomadas convencionais.

NÃO É TÃO FÁCIL DE UTILIZAR

Por todas estas razões, estes carregadores devem ser vistos como aquilo que são: um equipamento para ser utilizado em situações pontuais. Presume-se portanto que estarão na mala do carro, junto a outros objetos usados também em situação de emergência, como o triângulo, por exemplo. Não é tão prático e cómodo de utilizar como um posto de carregamento público ou os postos de carregamento automóvel que podem ser instalados em casas e condomínios.

E OS CARREGADORES PORTÁTEIS SÃO UMA BOA OPÇÃO?

Existem alguns carregadores portáteis que elevam a potência de carregamento de 10A para até 32A (esta última obriga a ter uma tomada CEE e não uma schuko). Se estivermos a falar do carregamento de uma bateria de 40kWh, um cabo que permita o carregamento a 16A permite ao condutor ter a bateria do veículo completa em cerca de 12 horas.

Estes carregadores podem ser, mais uma vez, bons para manter à mão em situações de emergência, no entanto é essencial certificar-se com uma visita técnica, por exemplo, que a tomada onde pretende fazer estes carregamentos vai suportar um carregamento com aquela amperagem durante tantas horas.

A melhor solução para o carregamento doméstico é mesmo fazer uma instalação elétrica com um circuito dedicado e corretamente dimensionado para ser usado de forma continua a correntes mais elevadas no carregamento de veículos.

CARREGADORES PRÓPRIOS: A MELHOR SOLUÇÃO PARA CARREGAR UM CARRO ELÉTRICO EM CASA

Os carregadores estão habilitados para usar potências mais elevadas e assim carregar carros elétricos mais rapidamente e de forma segura. São “caixas” instaladas numa das paredes com acesso a estacionamento privado e podem ter diversas potências, como acontece no caso dos Chargers EDP.

As vantagens vão muito além da adaptação da corrente. Com uma aplicação para smartphone associada a estes carregadores é possível fazer o carregamento de forma inteligente, escolhendo quando se começa ou termina o carregamento para, por exemplo, aproveitar tarifas bi-horárias (se for o caso).

No caso de estes carregadores estarem associados à instalação elétrica do condomínio, com a app EDP Charge também é possível criar uma carteira virtual para realizar acertos automáticos com o condomínio relativamente ao valor dos carregamentos efetuados.

Para instalar um charger é essencial uma visita técnica para avaliar todas as condições do local onde pretende ter o seu carregador.

Conheça as soluções de carregamento EDP e adira ao Plano de Mobilidade Elétrica, que dá de desconto nos carregamentos noturnos. Dê energia ao seu carro elétrico de forma simples, eficaz e segura.