A EDP Comercial utiliza cookies nos seus sites para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização. Saiba mais

A EDP Comercial utiliza cookies nos seus sites. Saiba mais

Inicie sessão na Comunidade EDP

Certifique-se que inseriu corretamente o seu email.
Certifique-se que inseriu corretamente a sua palavra-passe.

Ou:

Conheça a Origem da Energia

Consulte abaixo a origem da energia mensal dos últimos 12 meses, ou o total do ano 2017.

Total fontes renováveis e não renováveis

  • 92,1%

    Renováveis

  • 7,9%

    Não Renováveis

Fontes Renováveis

  • 8,2%

    Hídrica

  • 74,6%

    Eólica

  • 3,7%

    Cogeração Renovável

  • 4,8%

    Outras Renováveis

  • 0,8%

    Resíduos Sólidos Urbanos

Água, vento, sol, ondas, marés, biomassa, geotermia, cogeração renovável e Resíduos Sólidos Urbanos. São utilizadas em centrais Hidroelétricas, Eólicas, Solares, de Energia das Ondas, de Marés, de Biomassa ou Geotérmicas ou em sistemas que combinam algumas destas tecnologias.

Fontes não renováveis

  • 7,1%

    Cogeração Fóssil

  • 0,0%

    Gás Natural

  • 0,0%

    Carvão

  • 0,0%

    Nuclear

  • 0,0%

    Resíduos Sólidos Urbanos

Utilizam combustíveis fósseis (derivados de petróleo, carvão, gás natural) e urânio para a produção de energia. Tipicamente são as centrais termoelétricas que utilizam este tipo de fontes.

Residenciais

O consumo de energia médio anual de um cliente residencial é de 2.208 kWh o que equivale à emissão de cerca de 0,41 ton de CO2. Este valor equivale às emissões geradas por:

  • 7 viagens de automóvel Lisboa – Porto (considerando um automóvel de gama média)

  • 23 viagens de comboio Faro – Braga (considerando um passageiro)

  • 50 lâmpadas LED (5W) acesas durante 1 ano

Pequenos Negócios

O de um cliente de pequenos negócios é de 5.197 kWh o que equivale à emissão de cerca de 0,98 ton de CO2. Este valor equivale às emissões geradas por:

  • 17 viagens de automóvel Lisboa – Porto (considerando um automóvel de gama média)

  • 55 viagens de comboio Faro – Braga (considerando um passageiro)

  • 119 lâmpadas LED (5W) acesas durante 1 ano

Emissões de CO2

Saiba ao que equivale na sua fatura

Impactos ambientais

O impacto ambiental da energia elétrica que consumimos depende das fontes utilizadas na sua produção.

Quando a produção resulta do aproveitamento de fontes renováveis (à exceção do aproveitamento da biomassa e dos resíduos sólidos urbanos) não há emissão de gases com efeito de estufa e de gases poluentes para a atmosfera. Já o mesmo não se verifica quando a energia é produzida a partir de combustíveis fósseis, originando a libertação de gases poluentes ou, no caso das centrais nucleares, geração de resíduos nucleares.

A produção de energia elétrica a partir de fontes renováveis pode, contudo, ter alguns impactos na paisagem, habitats e ecossistemas, que são em geral minimizados através da seleção criteriosa do local e do projeto mais adequado.

A produção de energia a partir de fontes não renováveis apresenta um conjunto de impactos ambientais mais relevantes, designadamente emissões de CO2 que contribuem para as alterações climáticas, poluição atmosférica local resultante da emissão de gases poluentes (SO2 e NOx) e de partículas. No caso das centrais nucleares, que não existem em Portugal, não há libertação de CO2 nem de gases poluentes, mas geram-se resíduos radioactivos cujo tratamento é da responsabilidade do produtor.

Para mais informações sobre os impactos ambientais indiretos associados ao fornecimento de energia elétrica, pode consultar o site da Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos ou da Agência Europeia do Ambiente.

Voltar ao topo da página

© Copyright 2018 - EDP Comercial. Todos os direitos reservados.