Com a chegada dos dias de calor ou mais frios, vem normalmente a procura por soluções para arrefecer ou aquecer o ambiente. O ar condicionado é uma boa e eficiente solução. Mas qual a potência, medida em BTU, que é necessária? Nós ajudamos a fazer as contas.

Uma casa fria no inverno e quente no verão é um paradigma a que já nos habituámos em Portugal. Grande parte das habitações nacionais apresentam um défice em eficiência energética, o que impacta, naturalmente, o seu conforto térmico. A solução pressupõe, quase sempre, o investimento em equipamentos de climatização, para aquecimento e arrefecimento do ar.

O ar condicionado surge aqui como uma das soluções mais eficientes e também menos dispendiosas, além de ser ideal para todas as alturas do ano, uma vez que aquece e arrefece o ambiente.

Um sistema de ar condicionado é composto por unidades exteriores e interiores, podendo ser de dois tipos: monosplit (para climatizar uma divisão) ou multisplit (recomendado para climatizar duas ou mais divisões).

É um equipamento silencioso que pode ainda colocar nas diversas divisões da casa, adaptando diferentes temperaturas nas mesmas, conforme as suas necessidades.

Mas como sei qual a potência necessária e adequada à minha casa para ter um ar condicionado?”, deve estar a perguntar-se. Nós ajudamos a responder a esta e a outras questões, para que possa fazer a melhor escolha.

BTU: O QUE SÃO E PARA QUE SERVEM?

BTU (British Thermal Unit, unidade térmica britânica), que é a unidade de medida que determina a potência de um ar condicionado. Ou seja, quanto maior for o número de BTU, maior será a potência de aquecimento e arrefecimento do aparelho e mais fácil será satisfazer as suas necessidades, embora quanto maior potência também maior gasto de energia.

“MAS COMO SEI QUAL É A POTÊNCIA CERTA?”

Aqui, é importante que faça contas até chegar à potência considerada ideal para o espaço que pretende climatizar.

Esse cálculo passa principalmente pelas áreas das divisões em questão (m2). Mas se estiver indeciso entre um equipamento e outro da potência acima ou abaixo, tenha em atenção o número de pessoas que geralmente estão no mesmo espaço, a potência dos restantes equipamentos elétricos, o isolamento térmico ou a exposição solar.

Lembre-se que, se o ar condicionado tiver uma potência inferior às necessidades da área a climatizar, não compensará o investimento.

COMO CALCULAR OS BTU NECESSÁRIOS

Vamos a exemplos concretos para o ajudar neste cálculo. Por norma, para o nosso clima e construção típica, um equipamento de 9.000 BTU é suficiente para um quarto ou uma pequena sala, com menos de 20 m2.

Uma divisão intermédia, entre 20 e 30 m2, já requer um equipamento de ar condicionado com uma potência de 12.000 BTU.

Para salas maiores que 30 m2, o melhor mesmo é optar por duas unidades de 9.000 BTU ou uma de 18.000 BTU.

Agora que já sabe fazer as contas, faça aqui a simulação e prepare a sua casa de forma eficiente para o verão… e para todo o ano, com o modelo e a potência ideais para si.