sustentabilidade > I&D + Inovação > Eficiência Energética

Eficiência Energética

A EDP afirma-se, hoje, como uma referência em eficiência energética, seguindo a sua própria máxima: “mude o seu mundo que o mundo muda”.

A par da mobilização dos consumidores portugueses para acções concretas de melhoria na eficiência energética, a EDP está a desenvolver vários projectos inovadores nesta área, nomeadamente:

Desenvolvimento de um sistema para monitorização do rendimento de grupos de cogeração, integrando funções de diagnóstico e supervisão. Projecto concluído com êxito, em parceria com a Universidade de Oviedo e com apoio no âmbito do PCTI (Plan de Ciencia, Tecnología e Innovación de Asturias 2006-2009). 

Análise da informação de consumo eléctrico de um conjunto de agregados familiares portugueses e , utilizando técnicas de “fuzzy clustering” e ferramentas estatísticas, para disponibilização de recomendações personalizadas com vista à melhoria da eficiência energética. Trata-se de uma medida financiada no âmbito do Plano de Promoção da Eficiência no Consumo, aprovado pela Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos.

O projecto é também desenvolvido nas Astúrias, em associação com o European Centre for Soft Computing e subsidiado pelo PCTI.
 

Instalação de um sistema-piloto de gestão de eficiência energética no edifício da EDP Valor em Lisboa, com disponibilização da informação na intranet.

Este projecto surgiu da necessidade de ter edifícios energeticamente eficientes, com consumos específicos (kWh/m2) mais reduzidos, sem proceder a alterações profundas na estrutura da rede eléctrica nem à substituição massiva de equipamentos. Esta necessidade enquadra-se na política de sustentabilidade da EDP com o objectivo de reduzir as emissões de gases poluentes com efeitos de estufa.

Já impementado, o Peak Shaver é um sistema inovador de monitorização e controlo dos consumos energéticos de uma empresa. A EDP Serviços instalou este sistema no cliente Sakthi Portugal, uma empresa de fundição de ferro dedicada à produção de peças destinadas essencialmente para o mercado da indústria automóvel.

Este sistema, que pode ser implementado tanto em clientes do sector industrial bem como do sector dos serviços e comércio, permite definir medidas de gestão dos consumos, como a deslocação do consumo de energia em tarifários mais altos para tarifários mais económicos, obtendo para o mesmo consumo um preço médio do kWh mais reduzido, intervindo no automatismo dos fornos, deslocando o consumo de energia de um tarifário para outro sem que isso afecte a produção global da fundição, contribuindo para uma boa gestão dos consumos energéticos adequada às necessidades da empresa, com uma consequente redução da factura energética e aumento da competitividade dos clientes.