Os pets também podem ser desperdício zero

Os pets também podem ser desperdício zero

É sustentável? A sua família é amiga do ambiente? E o seu animal de estimação é desperdício zero? Preparámos um teste para analisar se o seu pet é realmente sustentável ou se é só ladrar ou miar.

Ter um animal de estimação acarreta inúmeras responsabilidades, que são agravadas quando ainda temos a enorme preocupação com o meio ambiente. Infelizmente, ter um patudo significava não conseguir ser tão sustentável e não ser desperdício zero. No entanto, atualmente já é possível os nossos pets serem desperdício zero!

Faça o seguinte teste e perceba se é um verdadeiro entendedor de sustentabilidade animal ou se ainda tem que fazer umas aulas com o seu patudo.

Comprar a ração para o animal de estimação a granel ou em quantidades maiores é cada vez mais comum porque...

A) Transforma o cão/gato em humano;

B) Aumenta a esperança média de vida;

C) Evita o consumo de plástico.

São usadas para aquecer os nossos pés, mas também servem de brinquedo para os pets (até as roubam do cesto da roupa suja).

Que brinquedo conseguimos fazer a partir de um par de meias?

A) Uma bola;

B) Uma corda;

C) Todas as anteriores.

Para humanos e agora para pets, faz bolhinhas até mais não! O que é?

A) Sabonete;

B) Shampoo sólido;

C) Snack.

Existem várias formas sustentáveis de apanhar os presentes que o seu cão deixa na rua. Sacos biodegradáveis, guardanapos usados, folhas que estão no chão ou até mesmo deixar ficar o presente, se for numa área de floresta ou mata pois é biodegradável.

Qual a forma mais desperdício zero que pode utilizar?

A) Sacos biodegradáveis;

B) Guardanapo de papel;

C) Apanhar com uma folha ou deixar no chão (tapado ou em zona própria).

Não são apenas os cães que são sustentáveis, também os amigos do miar o podem ser através de:

A) Areia biodegradável de madeira;

B) Areia de sílica;

C) Caixa sem areia.

Caixa de resultados:

Vamos lá então saber se é só garganta ou se é realmente um amigo do ambiente e dos animais. Porque todos temos que fazer a nossa parte, quer andemos em duas ou quatro patas.

Foto 1 – C; Foto 2 – C; Foto 3 – B; Foto 4 – C; Foto 5 – A