Conheça seis regras que pode pôr em prática em sua casa para evitar o desperdício.

Como consequência do surto de COVID-19 que assola Portugal e o mundo, a principal medida a adotar para travar a pandemia é o isolamento social – que é uma responsabilidade coletiva de todos, para nos protegermos a nós e aos outros.

Durante este período, é fundamental conhecer e aplicar estratégias de poupança e que reduzam, ao máximo, o desperdício. Afinal, há mais gente em casa durante mais tempo, o que se traduz num maior consumo de energia, bens alimentares e água.

Damos-lhe a conhecer seis dicas que pode pôr em prática nesta altura e que só trazem vantagens: enquanto poupa e reduz o desperdício, está também a criar hábitos amigos do ambiente.

1. Mantenha horários adaptados à sua tarifa de energia

Com a família em casa durante todo o dia, aumenta o número de refeições e, claro, de loiça suja. Assim, é normal que seja preciso fazer máquinas com maior frequência.

Se tem uma tarifa bi-horária, por exemplo, esta é uma boa altura para mudar para a tarifa simples: já que as rotinas diárias se alteraram substancialmente, com esta tarifa não precisa de se preocupar com os horários em que o consumo de eletricidade é mais barato para poder pôr os seus eletrodomésticos a funcionar.

Conheça as diferenças entre as várias tarifas e opções horárias disponíveis e faça uma simulação para descobrir a que melhor se adequa à sua situação. Se for cliente EDP Comercial, poderá alterar a sua opção horária na sua área de cliente.

2. Aproveite ao máximo a luz solar (e ligue apenas as luzes necessárias)

Ter a família toda em casa, durante muitos dias seguidos, pode traduzir-se num aumento da conta de energia ao final do mês. Uma das estratégias que pode pôr em prática para poupar nesta altura passa por ligar apenas as luzes necessárias: por exemplo, se estiver a trabalhar no escritório, não precisa de ter a luz da cozinha ligada. E claro, quando sair do escritório não se esqueça de apagar a luz.

Aproveite ao maximo a luz solar

Mais, sabia que é importante ter as lâmpadas limpas? Uma lâmpada limpa é mais luminosa e, consequentemente, mais eficiente.

Além disto, aproveite as zonas de sua casa com boa iluminação natural para trabalhar e durante o dia abra as cortinas e estores para deixar entrar a luz do sol, evitando, assim, ligar luzes desnecessárias. À noite feche-os para manter a temperatura, poupando assim também na necessidade de aquecimento.

3. Reduza o tempo com equipamentos eletrónicos ligados

A primeira regra de ouro é já bem conhecida: não deixe equipamentos eletrónicos ligados ou em standby quando não os está a usar. Apesar destes equipamentos terem uma potência unitária baixa, o facto de estarem em utilização constante (e ainda mais agora), faz com que criem gastos desnecessários, que podem ter impacto na fatura ao final do mês.

Evite, por exemplo, ter várias televisões ligadas ao mesmo tempo e opte por ligar todos os aparelhos a uma extensão com botão ON/OFF: ao desligá-lo irá eliminar o consumo dos aparelhos em standby. À noite, programe sempre o timer no seu televisor. Desta forma, se adormecer, não corre o risco de ter a televisão a consumir energia durante toda a noite.

É igualmente importante que defina tempo para a utilização de gadgets e TV, sobretudo pelos mais novos. Ainda que este seja um momento de exceção, é fundamental fazer prevalecer algumas regras que também o ajudarão a poupar na conta de energia. É importante que, se vai impedir os seus filhos de estarem o dia todo em frente à televisão, a um tablet ou ao telemóvel, lhes ofereça alternativas. Ler em voz alta ou redescobrir alguns jogos tradicionais - como as Damas, o Peixinho, o Monopólio ou até o Stop - podem ser ótimas soluções de entretenimento e garantia de tempo de qualidade em família.

reduza o tempo com equpamentos eletrónicos

Se está em casa em regime de teletrabalho, é mais importante que nunca que tenha atenção aos consumos associados ao seu computador. Maximize, a autonomia da bateria do seu computador e telemóvel acionando, por exemplo o Dark Mode (modo noturno).

Evite ter estes aparelhos ligados à corrente durante todo o dia. Se vai fazer uma pausa ou terminar o dia de trabalho, desligue o computador.

4. Utilize os eletrodomésticos da melhor forma

Há alguns gestos bastante simples que pode pôr em prática em sua casa e que farão toda a diferença na sua carteira ao fim do mês.

  • Utilize as máquinas de lavar loiça e roupa apenas com a carga máxima indicada para cada programa e evite fazer meias cargas
  • Pondere se a roupa que usou algumas horas por casa necessita mesmo de ser lavada. Se calhar é suficiente arejar essas peças e, desta forma, poupa nas lavagens. Deve preocupar-se, sobretudo, em lavar a roupa que utilizou em deslocações ao exterior.
  • Lave a roupa de casa com menos nódoas a baixas temperaturas, deixando apenas as mais altas para o que for estritamente necessário
  • Escolha secar a roupa no estendal, evitando as máquinas de secar
  • Opte pelo micro-ondas para aquecer alimentos
  • Baixe a temperatura do seu esquentador ou termoacumulador para os 55ºC, pois dessa forma não irá precisar de misturar a água quente com a fria, poupando água e diminuindo o consumo de energia
  • Aproveite os dias em casa para aspirar a parte de baixo e a traseira do seu frigorífico. Manter as resistências do frigorífico limpas de pó ou pêlos de animais, é fundamental para que cumpram a sua função sem exigir um esforço extra (e consequente consumo adicional de energia)

Numa altura de maior consumo de todos estes aparelhos, estas dicas ganham mais importância que nunca.

5. Cozinhe de forma eficiente

Agora que está em casa todos os dias, terá obrigatoriamente de cozinhar com maior frequência. Mas é normal que não queria (nem possa, se estiver em teletrabalho) passar o dia na cozinha e ter mais custos com a alimentação de toda a família.

Por isso, quando cozinhar, faça-o em quantidades superiores, já a contar com várias refeições. Assim, o que sobrou do jantar pode ser o almoço do dia seguinte. E ainda economiza dinheiro, pois aquecer em micro-ondas é bastante mais económico que usar a placa ou o forno.

Se utilizar o forno, aproveite para fazer várias coisas de uma vez, minimizando o número de vezes que o liga. Pode, igualmente, desligá-lo cinco ou dez minutos antes de terminar a cozedura dos alimentos: o calor remanescente será suficiente para os cozinhar

cozinhar de forma eficiente

Adicionalmente, evite abrir as portas do frigorífico e congelador por tempo prolongado e antecipe as suas refeições: retire os ingredientes que vai precisar antecipadamente do congelador e coloque-os no frigorífico a descongelar. O frio libertado pelos produtos vai ajudar a refrigerar o aparelho, reduzindo em cerca de 2% o consumo diário de energia do equipamento.

6. Feche sempre as torneiras

Uma das medidas de precaução mais importantes para combater a pandemia atual é lavar as mãos. Deve lavá-las frequentemente, durante mais tempo - cerca de 20 segundos a ensoboar - e de forma mais minuciosa. Se multiplicar este gesto pelos vários elementos da família, é fácil de calcular que terá um aumento significativo no consumo de água.

No entanto, não precisa de manter a torneira aberta durante toda a lavagem de mãos: passe as mãos por água, feche a torneira, ensaboe-as e volte a passar por água. É uma regra simples, que evita o desperdício de água, e deve ser aplicada não só à lavagem das mãos, mas também aos duches e à lavagem manual da loiça.

Uma outra forma de poupar água - e de fazê-lo de forma divertida - é aproveitar a presença de toda a família em casa para criar desafios, como por exemplo: quem consegue tomar o duche mais rápido. Também pode aproveitar para ensinar os mais novos a reservarem a água do banho antes de estar quente e regarem as plantas com ela.

A mudança de hábitos, ainda que motivada por um momento de crise profunda, pode ajudar-nos a todos a ser energeticamente mais responsáveis.