Perguntas frequentes

    Apoio ao cliente Soluções sustentáveis Energia solar

    Energia solar autoconsumo: Como é que a energia que consumo e produzo é contabilizada?

    Os novos Decreto-Lei n.º 162/2019, de 25 de outubro e o Regulamento do Autoconsumo publicado a 20 de março de 2020, mudam as regras de contabilização da energia consumida e produzida pelos painéis solares, o que se traduz em mais benefícios para todos os que têm painéis solares em autoconsumo.

    A produção dos seus painéis solares terá um melhor aproveitamento, com maior impacto na redução da sua fatura

    Até hoje, apenas era possível deduzir ao seu consumo a energia produzida instantaneamente pelos seus painéis solares. A partir de agora, a energia produzida será agregada em períodos de 15 minutos, e será utilizada para compensar o consumo de energia durante o mesmo período. Deste modo, a cada 15 minutos, e independentemente das variações da produção e do consumo de energia, será calculado o saldo entre a energia produzida e a energia consumida, o que resultará num maior aproveitamento da energia produzida pelos seus painéis solares e, portanto, numa redução da sua fatura. Veja o exemplo abaixo:

    Exemplo de consumo num período de 15 minutos

    Autoconsumo energia solar

    Exemplo 1: cenário com contabilização instantânea para 15 minutos
    Com a reta de produção e a curva de consumo identificadas no exemplo acima para um período de 15 minutos, podemos identificar dois momentos distintos: 1) o momento A, onde existe um consumo superior à produção, sendo uma parte da energia consumida a partir do sistema solar e outra parte da rede elétrica; 2) o momento B em que o consumo é menor do que a produção, gerando uma injeção da energia excedente na rede. Neste caso, e apesar de existir um valor de produção similar ao valor de consumo para os 15 minutos (100 kWh), o desfasamento entre os momentos de produção e de consumo originam ineficiências que resultam sempre num pagamento da energia consumida da rede no momento A.


    Exemplo 2: cenário com contabilização calculada para 15 minutos
    Com a nova regulamentação, é feito o saldo entre a energia produzida e a energia consumida no período de 15 minutos, independentemente das oscilações de consumo e produção que aconteceram dentro do período. Assim, e como o total de energia produzida e o total de energia consumida, neste exemplo, são iguais no final dos 15 minutos, nenhuma energia seria faturada ao cliente.

    A partir de agora, já não precisa de nos enviar leituras. Na sua fatura vamos automaticamente considerar a diferença entre o que produziu e consumiu.

    Com esta nova forma de contabilizar a energia consumida/produzida, o consumo que vai ver na sua fatura EDP Comercial poderá ser inferior ao que marca o seu contador. O cálculo entre a energia produzida e a energia consumida é feito pelo Operador de Rede de Distribuição e enviado diretamente à EDP Comercial, que irá considerar este valor na sua fatura.

    Fale connosco

    Fale connosco caso não encontre resposta às suas questões.