Perguntas frequentes

    Apoio ao cliente Soluções sustentáveis Energia solar

    Energia solar autoconsumo: Como é que a energia que consumo e produzo é contabilizada?

    Os novos Decreto-Lei n.º 162/2019, de 25 de outubro e o Regulamento do Autoconsumo publicado a 20 de março de 2020, mudam as regras de contabilização da energia consumida e produzida pelos painéis solares, o que se traduz em mais benefícios para todos os que têm painéis solares em autoconsumo.

    A produção dos seus painéis solares terá um melhor aproveitamento, com maior impacto na redução da sua fatura

    Até hoje, apenas era possível deduzir ao seu consumo a energia produzida instantaneamente pelos seus painéis solares. A partir de agora, a energia produzida será agregada em períodos de 15 minutos, e será utilizada para compensar o consumo de energia durante o mesmo período. Deste modo, a cada 15 minutos, e independentemente das variações da produção e do consumo de energia, será calculado o saldo entre a energia produzida e a energia consumida, o que resultará num maior aproveitamento da energia produzida pelos seus painéis solares e, portanto, numa redução da sua fatura. Veja o exemplo abaixo:

    Exemplo de consumo num período de 15 minutos

    Autoconsumo energia solar

    Exemplo 1: cenário com contabilização instantânea para 15 minutos
    Com a reta de produção e a curva de consumo identificadas no exemplo acima para um período de 15 minutos, podemos identificar dois momentos distintos: 1) o momento A, onde existe um consumo superior à produção, sendo uma parte da energia consumida a partir do sistema solar e outra parte da rede elétrica; 2) o momento B em que o consumo é menor do que a produção, gerando uma injeção da energia excedente na rede. Neste caso, e apesar de existir um valor de produção similar ao valor de consumo para os 15 minutos (100 kWh), o desfasamento entre os momentos de produção e de consumo originam ineficiências que resultam sempre num pagamento da energia consumida da rede no momento A.


    Exemplo 2: cenário com contabilização calculada para 15 minutos
    Com a nova regulamentação, é feito o saldo entre a energia produzida e a energia consumida no período de 15 minutos, independentemente das oscilações de consumo e produção que aconteceram dentro do período. Assim, e como o total de energia produzida e o total de energia consumida, neste exemplo, são iguais no final dos 15 minutos, nenhuma energia seria faturada ao cliente.

    A partir de agora, já não precisa de nos enviar leituras. Na sua fatura vamos automaticamente considerar a diferença entre o que produziu e consumiu.

    Com esta nova forma de contabilizar a energia consumida/produzida, o consumo que vai ver na sua fatura EDP Comercial poderá ser inferior ao que marca o seu contador. O cálculo entre a energia produzida e a energia consumida é feito pelo Operador de Rede de Distribuição e enviado diretamente à EDP Comercial, que irá considerar este valor na sua fatura.

    Mais pesquisadas

    O que é o plano de Energia Solar EDP e quais as vantagens?

    O plano de Energia Solar EDP é um plano exclusivo para clientes que adiram à Energia Solar, que dá desconto na eletricidade verde.

    Quais as características de um painel solar?

    Os painéis solares fotovoltaicos da gama Premium têm uma potência nominal mínima de 350W enquanto os painéis solares da gama Quality têm uma potência nominal mínima de 340W.

    Quais são as vantagens e o que preciso de saber para produzir a minha própria energia?

    Qualquer pessoa pode produzir energia solar, desde que tenha uma instalação de utilização de energia elétrica ligada à rede pública e seja titular de um contrato de fornecimento de energia

    Fale connosco

    Fale connosco caso não encontre resposta às suas questões.