Parece não haver dúvidas quanto aos benefícios de instalar um painel solar. Não só poupa dinheiro na fatura da energia, como ajuda o ambiente. Mas para ter a certeza que toma a decisão mais acertada, deixamos-lhe 5 dicas que deve ter em atenção.

1. Quanto mais longo o dia, mais energia vai produzir

Os painéis solares, tal como o nome indica, produzem eletricidade a partir da energia do sol. O que significa que a quantidade de eletricidade gerada vai depender da quantidade de luz solar - que não é a mesma coisa que sol. A luz solar existe durante todo o ano, razão pela qual um painel solar produz energia durante todo o ano.

No entanto, no inverno, em que o período diurno é menor, ou num dia chuvoso, carregado de nuvens e menos luminoso, vai produzir menos energia do que no verão, num dia de sol radioso que se estende até às nove da noite.

É por esta razão que os níveis de produção dos painéis solares são maiores entre maio e agosto.

2. Pode utilizar a energia que produz ou vendê-la

Dependendo dos seus consumos ao longo do dia, os painéis solares podem produzir toda a energia de que precisa - ou até mais - para a sua casa naquele momento, não sendo necessário consumir qualquer eletricidade da rede.

Além disso, o excesso de energia produzida que não é consumida pode ser vendido à rede para alimentar outras casas, o que lhe pode gerar um rendimento extra. Nas restantes ocasiões, terá que comprar o que lhe falta.

O balanço será feito no fim do ano: será que compensou? Tudo indica que sim, mas antes de tomar decisões pode simular a sua poupança.

3. AdEqÚe o número de painéis solares às suas necessidades

Há vários tipos de painéis solares, com custos e rendimentos diferentes (monocristalinos, policristalinos, thin-film, entre outros). Vale a pena investigar antes e fazer bem as contas uma vez que, mais do que uma solução universal, existirá certamente uma solução mais adequada ao seu caso pessoal. Mais importante ainda que o tipo de painel é ter um sistema dimensionado para as suas necessidades. Ou seja, as suas necessidades energéticas influenciam o número de painéis solares que deve ter.

Há casas nas quais, durante o dia, não está ninguém e, por isso, quase não se gasta energia - apenas a necessária para manter eletrodomésticos em funcionamento, como o frigoríficoe a arca congeladora, e outros em stand-by, como a televisão e respetiva box ou o telefone.

Noutras casas, é durante o período diurno que se usa mais energia, porque é quando se limpa e aspira a casa, se ligam as máquinas de lavar roupa, loiça e de secar.

A dimensão do sistema de energia solar vai variar de acordo com os hábitos e as necessidades de cada casa. Pode fazer uma simulação e perceber qual é o número de painéis mais adequado para si.

4. Onde pode instalar um painel solar?

Os painéis solares podem ser instalados num quintal, terreno, terraço ou telhado, mas nem todos os locais permitem a instalação de painéis solares. Cada painel necessita de um espaço de aproximadamente 2 m2 e deve estar o mais exposto ao sol possível – ou seja, o local onde optar por instalar os painéis não deve ter sombras, sob pena de afetar a produção de energia.
As moradias são o tipo de habitação onde é mais fácil instalar um sistema de energia solar – uma vez que, quem tem uma moradia é, à partida, proprietário do seu telhado e do seu terraço, não precisando de autorização de outras pessoas.
Mas também é possível instalar painéis solares num apartamento - cuja instalação pode ser um pouco mais complicada e exige aprovação de 2/3 em assembleia de condomínio.

5. Quanto custa instalar um painel solar?

Os custos de um painel variam muito consoante o tipo e potência escolhidos, podendo ir de algumas centenas de euros até alguns milhares de euros. Faça aqui uma simulação para saber quanto pode custar uma solução adaptada ao tipo de consumo de energia da sua casa e da sua família.
E lembre-se: na sua maioria os custos são apenas iniciais, sendo quase nulos os custos relacionados com a manutenção - é preciso apenas efetuar a limpeza regular dos painéis, para garantir que funcionam da forma mais eficaz. Os painéis têm garantias de produção durante 25 anos.
A curto prazo, os custos de instalação podem parecer elevados mas a médio e longo prazo podem compensar: se utilizar ou vender à rede toda a energia que produz, em pouco tempo pode já ter amortizado o investimento e começar até a ter lucro (com a venda da energia à rede). E lembre-se dos ganhos indiretos: o planeta agradece e, com ele, o futuro desta e das próximas gerações.
Está a ponderar comprar um painel solar mas ainda não está 100% certo da sua decisão? Simule aqui a poupança que pode ter com painéis solares.