Museu da Electricidade

O Museu da Electricidade abriu as suas portas ao público em Maio de 2006, à luz de um conceito mais actual de musealização. Associado à sua vocação primeira de repositório do passado, surge um espaço preparado também para dar a conhecer o presente e debater o futuro na área da energia.
 

Museu da Electricidade
 
 
Marco arquitectónico da cidade de Lisboa e detentor de uma fachada de inegável beleza, o edifício da Central Tejo foi um verdadeiro pioneiro no seu tempo no domínio da produção de electricidade. Hoje, e passado quase um século desde a sua construção, a Central assume, de novo, aspectos inovadores e de grande protagonismo enquanto Museu da Electricidade. 
 
O núcleo principal da exposição permanente é a própria Central, ou seja, todo o conjunto de equipamentos que faziam parte da instalação da antiga unidade de produção e que, felizmente, se encontram ainda hoje com uma integridade assinalável. A exposição procura transmitir aos visitantes uma noção clara do funcionamento desta antiga central termoeléctrica de Lisboa, desde a identificação dos seus diversos componentes até à explicação do seu funcionamento.
 
 
Museu da Electricidade
 
O Museu é também valorizado com a apresentação de outros núcleos permanentes, abordando temas relacionados com a energia:

  • um espaço dedicado às diversas Fontes de Energia, com particular relevo para as Energias Renováveis;  
  • uma exposição dedicada aos Cientistas que mais contribuíram para a descoberta e desenvolvimento dos fenómenos da electricidade; 
  • maquetas sobre todo o processo de produção, transporte e distribuição de electricidade; 
  • o "Experimentando", núcleo que permite conhecer experimentalmente alguns fenómenos eléctricos.


    O Museu da Electricidade dispõe, ainda, de um Serviço Educativo que organiza visitas guiadas e sessões experimentais para as escolas dos ensinos básico e secundário, articuladas com os respectivos programas curriculares.
  •  Museu de Electricidade