Outros projetos

Conheça outros programas A2E, que disponibilizam o acesso à energia com base em soluções de energia renovável, principalmente solar, no sentido de contribuir para o desenvolvimento social, económico e ambiental das comunidades mais necessitadas.
 

Em abril de 2011, a EDP apadrinhou a extensão do projeto “Luz Bin” (que significa “luz vem” em crioulo), desenvolvido pela ONGD TESE – Associação para o Desenvolvimento. O projeto teve início em 2009, em Bafatá, a segunda maior cidade da Guiné-Bissau, e promove o aumento do acesso à educação de crianças e adultos de comunidades rurais, em particular o acesso de mulheres a programas de alfabetização noturna, através da iluminação de infraestruturas escolares.

No âmbito desta parceria, o apoio do Grupo EDP consistiu no fornecimento de 15 kits de energia solar que permitem a iluminação de 15 salas de aulas, 40 lanternas solares para estudantes em regime de fee-for-service pelo carregamento, 20 fornos solares e 20 purificadores de água solares. O projeto “Luz Bin” beneficia, diretamente, 675 pessoas por ano que, desta forma, têm acesso a cursos de alfabetização noturna. Indiretamente, o programa chega a mais de 30 mil pessoas.

Saiba mais aqui.

Projeto de Minirredes com fontes intermitentes, desenvolvido pela EDP Brasil, para fornecimento de áreas isoladas nas proximidades da central hidroelétrica de Santo António do Jari, no Brasil. Este projecto de acesso à energia irá beneficiar 125 famílias, através do acompanhamento da sua implementação em quatro comunidades beneficiárias, e em 2014 a unidade A2E irá monitorizar a sua implementação e, simultaneamente, a elaborar diretrizes para ações futuras em novos projetos de A2E.

Parceria do Instituto EDP, com o BID - Banco Interamericano de Desenvolvimento e a empresa norte-americana KVA, em ligação com o MIT, cujo objetivo passa pela promoção em comunidades isoladas da inclusão e do acesso à energia a famílias em total exclusão elétrica por meio da disponibilização de kits de iluminação com base em energia solar. As comunidades selecionadas participam no processo de produção do kit e na integração dos componentes, gerando uma fonte de receita para as próprias comunidades. O projeto, que irá ser alargado numa fase posterior, abrange atualmente 300 famílias.

Veja aqui um vídeo sobre o projeto!

Projeto realizado em 2011, através de uma iniciativa solidária que permitiu o seu financiamento, por um lado, através das contribuições voluntárias dos empregados da HC Energia e Fundação HC, e, por outro, pela Fundação HC que duplicou o valor angariado. Este projeto, que beneficia cerca de 6.400 pessoas, teve como objetivo o fornecimento de energia e água para o centro de saúde de Bongowerou, no Benim, através da instalação de painéis fotovoltaicos.

Parceria estabelecida em 2013 entre a HC Energia, a Energia sin Fronteras, a SMA e outras empresas, para a eletrificação de cinco centros comunitários na eco-aldeia de Nyumbani, no Quénia. A aldeia é constituída por 1000 crianças órfãs de pai e mãe, devido ao HIV/SIDA, e 100 idosos que as criam. O objetivo principal é contribuir para o desenvolvimento sustentável da eco-aldeia através do fornecimento de energia fotovoltaica, proporcionando melhores condições de vida da população e promovendo a educação, saúde, acesso a água potável e formação profissional.

O acesso à energia solar evitará a dependência dos combustíveis fósseis, de custos elevados e outras consequências nocivas, permitindo à eco-aldeia ser autossuficiente e sustentável.

Saiba mais aqui.


 

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.